sábado, 30 de novembro de 2013

Resgate em Itatiaia

Por volta das 17h30min da sexta feira (29) o Parna Itatiaia entrou em contato com o SAMU 192, mais especificamente com o Gabriel Fichter. A partir daí o Gabriel acionou o Grupo de Resgate Anjos da Montanha, no qual ele também faz parte, onde foi disponibilizado 3 resgatistas equipados com material para suporte básico de vida. Logo após o Gabriel já entrou em contato com o Eduardo Cotrim, da Gute Passeios, já informando o ocorrido e solicitando um possível apoio. Na mesma hora o Eduardo se prontificou a ajudar e entrou em contato também com o Marco Aurélio e ele prontamente se apresentou. Nós três ficamos aguardando apenas a confirmação do Chefe do Parque Nacional, Gustavo Tomzhinski, se iria ou não precisar que subíssemos para auxiliar os Anjos da Montanha e a equipe de três funcionários que já encontravam nas buscas. Por volta de 21h00min veio a confirmação, e saímos rumo ao planalto também na companhia de Yasmin Mourad na qual ficou prestando todo o apoio na base. As 22:00 chegamos ao Posto Marcão na parte alta, onde entramos em contato com o Gustavo que se encontrava no Abrigo Rebouças, ele imediatamente pediu para que fossemos ao encontro dele. Chegando ao Abrigo o Gustavo nos passou as informações que eles tinham até o momento. 



                O Gustavo nos informou que por volta das 16:00 horas de sexta feira o turista fez o primeiro contato com um colega de trabalho através de celular, e este colega entrou em contato com a empresa de gestão de risco que prestava serviço para eles e por último esta empresa entrou em contato com a secretaria do parque. Este telefone sem fio acabou gerando um grande desencontro de informações. As informações apuradas até aquele momento era que o turista se chamava Martin e se encontrava preso entre duas rochas, onde tinha dificuldade para manusear o celular e tinha até medo de uma possível queda, além disso ele estava próximo a um lago e a última trilha que ele tinha pego era muito bem marcada.

De posse dessas informações a equipe composta por Gabriel, Eduardo e Marco partiu às 23h45min, rumo a Pedra Assentada, localizada na região das Prateleiras. Portando apitos e lanternas de longo alcance, fomos ao longo de toda a trilha tentando fazer contato sonoro e visual. As condições climáticas eram as mais adversas possíveis com muita chuva e temperaturas entorno de 10ºC, impossibilitando que prosseguimos até o cume da Pedra Assentada, por volta das 01h25min começamos a retornar para base e assim suspendendo as buscas até o dia amanhecer.

Por volta das 8h30min de sábado (30), a equipe ganhou reforço de mais dois resgatistas dos Anjos da Montanha, o Levy e Reginaldo. As 10h00min chegamos ao Posto Marcão onde nos interamos das informações mais recentes. 

Rumo ao planalto na manhã de sábado

Em conversa com um dos amigos de Martin, descobrimos que ele enviou uma foto para o amigo mostrando a vista do local onde ele se encontrava e algumas mensagens. Com o auxilio de mais dois voluntários, Julio Spanner e Rogério, identificamos o possível local de onde a foto possivelmente teria sido tirada. Essas informações foram fundamentais para a análise e posterior localização do Martin. Observamos que as informações obtidas no dia anterior estavam equivocadas, e na verdade ele apenas se encontrava em um lugar onde não conseguia progredir devido ao mato e os paredões de rocha, porém ele estava bem. Em uma das mensagens ele mencionava inclusive sua vestimenta que era um fleece azul.



Imagem enviada pelo Martin para o amigo! Fundamental para o localizarmos melhor.






Equipe pronta para iniciar as buscas

Com as informações mais concretas e com uma possível localização em mente, fomos rumo à localidade conhecida como Castelinho das Agulhas e Pedra do Eco, ambas localizadas ao lado Leste das Agulhas Negras. 
Possíveis locais onde Martin estaria

Pedra do Eco


O Julio e o Rogério seguiram pela trilha das Agulhas para chegar ao local, enquanto isso, nossa equipe foi pela estrada com o intuito de seguir pela Travessia Ruy Braga e subir pela Pedra do Eco. Ao final da estrada nos dividimos e o Gabriel e Levy seguiram pela antiga trilha Ruy Braga, ao mesmo tempo em que o Eduardo, Marco e Reginaldo seguiram em uma linha reta para o Castelo das Agulhas. No topo do primeiro morro os três pararam para uma avaliação do terreno utilizando binóculos, neste momento foi feito contato visual com o Martin, onde o Turista foi avistado próximo à Pedra do Eco seguindo rumo Parte Baixa. Fizemos contato pelo radio informando a localização do turista Tcheco. Imediatamente os integrantes da Equipe Anjos da Montanha se deslocaram para o ponto identificado.
Euforia ao encontrar o perdido!


Chegando ao turista, o Gabriel fez a primeira avaliação clinica, onde o mesmo se encontrava em condições boas, apresentando apenas pequenas escoriações e muito cansaço. Prosseguimos com ele rumo ao Abrigo Rebouças, onde já na junção com a trilha das Prateleiras nos juntamos às equipes do Corpo de Bombeiros e demais voluntários. 


Chegando ao Abrigo Rebouças encontramos com mais alguns voluntários e os amigos do Martin. Já no Posto Marcão, o coordenador de uso público do parque, Leonardo Cândido, fez um agradecimento a todos os participantes envolvidos na operação.Concluindo, decidimos retornar para a cidade de Itatiaia em companhia do Martin no veículo utilizado por nós, cedido pela Gute Passeios.
Depois de um dia e uma noite no meio do mato com chuva e frio qualquer conforto já ajuda! ahahah



 No trajeto coletamos dados sobre o ocorrido, Martin nos informou que inicialmente sua intenção era circundar o maciço das Agulhas Negras, iniciando o trajeto pelo lado esquerdo da montanha. Por volta das 16h00min Martin se deu por perdido já no outro lado do maciço. Chegando à cidade o turista foi submetido a uma avaliação médica mais detalhada no hospital da cidade, onde foi constado um provável quadro de pneumonia.

Muito obrigado a todos voluntários e colaboradores envolvidos na operação!



Equipe Anjos da Montanha



Elaborado por:
Eduardo Augusto Vieira Cotrim, Marco Aurélio Fernandes e Gabriel Fichter Zaccári

4 comentários:

  1. Parabéns a toda a equipe e em especial ao Gabriel Fichter que sempre esta pronto a ajudar seja em qualquer posto que esteja atuando. Que Deus abençoe vcs.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns a todos os voluntários. Este sim é o sentido de ser montanhista!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Dudu e equipe, vejo esse caso com duas vertentes:

    1- Ainda existem turistas despreparados para a atividade que se propõe a realizar, e não é por falta de informação, pura imprudência.
    2- A existência de um grupo de voluntários para busca e salvamento, em um lugar como o PNI é indispensável, outro exemplo muito bom é o COSMO no Marumbi.

    Grande abraço e boas escaladas

    Lucas Sato

    ResponderExcluir